sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Canadá - Hospedagem



Assim como a grande maioria dos intercambistas brasileiros, principalmente os de primeira viagem, optei por uma homestay.
Aconselho totalmente a escolha se você for uma pessoa de sorte, ou pelo menos que não tenha o mesmo tipo de sorte que eu tive.
A localização era ótima! Um pouco longe da escola (cerca de 40 minutos), mas haviam pessoas em locais muito mais longes, e o bairro era excelente! Com tudo muito pertinho. E como o transporte público realmente funciona, a distância não era problema.
Então...
Em uma homestay há uma homemother. Fiquei no apartamento de uma senhora de uns 65 anos que morava sozinha. Não vou falar que ela era uma má pessoa, mas uma pessoa que não sabia cozinhar e que era um pouco carente.
Eu geralmente fazia os passeios após as aulas de inglês. Sempre ligava com antecedência para avisar que não jantaria em casa. Mas com o passar dos dias percebi que a mulher foi ficando p* da vida. Fechou a cara mesmo! Até a forma de falar mudou e eu sem saber o que tinha feito...
Um belo dia resolvi perguntar qual era o problema... Se bem que eu não me importava muito com a cara feia dela, já que quase nunca estava em casa.
Foi aí que ela me disse que eu não parava em casa, que provavelmente não conseguiria meu certificado, que todas as noites me esperava para assistir a novela (já que haviam contado que brasileira gostava de novela) e jantar com ela.
Para tudo!!!! Eu estava em um outro país, aprendendo uma nova língua, conhecendo muita gente, tentando aproveitar tudo, com vários lugares para conhecer e a pessoa queria que eu assistisse novela????
Minha vontade era responder que nem no Brasil eu tinha tempo de assistir a novela e que ela podia fazer a cara mais feia do mundo que eu não ia perder meu tempo fazendo isso. Nada contra as novelas, muito pelo contrário, eu realmente gosto, mas com tanta coisa melhor para fazer...  Então respirei, refleti e expliquei que estava em um país maravilhosos e com apenas por 1 mês para conhecer o máximo possível. Por essa razão,  não podia ficar em casa para assistir novela pq queria conhecer tudo da sua maravilhosa cultura, visitar todos os maravilhosos cantos da sua cidade, etc...
A cara dela melhorou, mas mesmo assim eu sabia que ela não gostava muito da brasileira que não parava em casa. Tanto que no último dia, em tom de deboche, ela me perguntou se eu tinha conseguido passar de nível na escola. Respondi que sim, que mesmo saindo todas as noites eu tinha conseguido um 9, e que da próxima vez acho que sairia pela manhã, já que eu era uma pessoa muito inteligente!!!
Os esquilos estão sempre presentes nas ruas.

Reações:

Um comentário:

  1. Oi Nathália,
    Estou lendo o seu blog e esta parte foi muito engraçada hehehe
    Abraços
    Ricardo (Set/12 para Vancouver)

    ResponderExcluir